Ana Tomich Design de Joias

Designer de Joias Personalizadas

Fale comigo

Acompanhe no Instagram

Faça parte dos queridinhos da Ana Tomich!




Joia de família: entenda agora o real valor dessas peças!

Mais que beleza e valor monetário, elas carregam algo único: HISTÓRIA! E muito, muito sentimento! A joia de família geralmente representa um momento inesquecível e, por ser praticamente eterna, transita entre as gerações e se torna patrimônio e herança para os entes queridos.

Essa peça pode até ser pequena, mas carrega um enorme significado! E você, já sentiu a emoção de ter uma joia dessa em suas mãos? Para dar um gostinho dessa sensação e alguns motivos para realizar esse desejo, separei as razões que fazem da joia de família um elemento tão especial. Fique aqui pra conferir!

O que é a joia de família?

As joias de família podem ser um colar, um par de brincos, uma pulseira, um anel, um pingente, abotoaduras ou um terço. O que as faz realmente especiais é o fato de serem adquiridas ou presenteadas em datas comemorativas das mais diversas, entre as quais está o dia do noivado ou casamento. Outras vezes, elas são peças antigas que passaram entre os entes da família e, por isso, marcam tanto o momento.

” Seu pai me presenteou no meu primeiro dia das mães, ainda grávida de você, com um colar e pulseira de ouro amarelo com topázio azul, que é a pedra preferida dele. A pulseira eu acabei perdendo com o tempo. Mais tarde, pouco antes de seu casamento, seu pai novamente me presenteou, mas dessa vez com os brincos de topázio azul utilizando as pedras da coleção dele. Para minha surpresa, os brincos foram feitos por você! Tive a imensa alegria de ver você e sua irmã se casarem com o brinco e  o colar que foram meus! Fiquei muito emocionada!”

(Depoimento de minha mãe, sobre a “nossa”joia de familia!)

E foi isso mesmo que aconteceu! Brenda e eu nos casamos no religioso com a nossa “joia de família”. Uma joia LINDA e cheia de significado, que é da nossa mãe e que foi presente do nosso pai para ela! Apesar dessa joia ter mais de 30 anos, estava impecável! Fizemos apenas uma limpeza nas pedras e demos um novo polimento! Para o colar, tudo foi escolhido pelo nosso pai lá nos anos 80: pedra, ouro, lapidação, estilo da corrente! Já o brinco, mais recente, nós dois juntos fizemos a criação!

Uma joia com tanta delicadeza e ao mesmo tempo tanta força de expressão na nossa história! Muito especial para todos nós da família!

Eu, no meu casamento religioso: joias que foram da minha mãe – ouro amarelo  e topázio azul.

 

Brenda, minha irmã, em seu casamento religioso: joias de minha mãe usadas por mim e depois por ela em seu casamento.

Por que investir nessa peça?

Principalmente pelo valor sentimental. Afinal, essas joias já nascem com sentido, pois todo o seu processo de formulação e desenvolvimento se dá pensando no gosto daquele que receberá a peça. Nessa etapa, o metal precioso é manipulado pelo artesão. As pedras são escolhidas por seu significado — como a nossa famosa pedrinha — e recebem a lapidação conforme a personalidade do futuro dono. Sendo assim, elas são exclusivas!

A joia carrega consigo mais que moda, um conceito. Por ser feita com materiais naturais e resistentes, ela será uma herança para as gerações futuras.

E mais, como o ouro e as pedras preciosas são sustentáveis, ou seja, podem ser reutilizados nas mãos de profissionais, aquela peça cheia de sentimento, mas que por algum motivo está guardada na gaveta, pode ser a base de uma nova joia. Imagine só a pulseira da sua avó se transformando em um colar, que ficará perto do seu coração para toda a vida?

Como iniciar essa tradição?

A joia de família é uma tradição, sendo assim, você pode começar a sua! Porém, para isso, você precisará de uma inspiração; pode ser uma pessoa ou um momento e, daí em diante, o designer de joias (como eu!!) vai ajudar você a colocar todas as suas ideias no papel. Da escolha do metal às pedras, em um processo mágico até mesmo de autoconhecimento, será empregado todo o seu amor. Até que, finalmente, sua joia estará com você e com quem mais for digno dessa preciosidade!

E é CLLLLAAAAAROOO que criei joias muito especiais e muuuuuito lindas para o meu casamento e pro casamento de minha irmã né, gente???

Nós duas nos casamos no religioso numa capela em Belo Horizonte somente para a família, e num outro dia fizemos a celebração com amigos e familiares no campo, num estilo “boho”! Vini e eu, no sítio dos pais dele em Nova Lima; Brenda e Leandro, na fazenda de nossos avós em Carlos Chagas, interior de MG.

Para o meu casamento, eu queria muito usar joias que eu não tinha o costume de usar! Fiz um brinco “2 em 1” (posso usar só a parte de cima ou as duas partes juntas) e um bracelete! Criei tudo sozinha, imaginação pipocando! Um processo que me emocionou muito em cada etapa! Eu queria algo que lembrasse flores e folhas e assim eu fiz! A princípio fiz um protótipo das jóias, em prata! Depois, com tudo exatamente como queria, fiz em ouro amarelo com detalhes de navetes em safira branca!

 

 

 

 

 

 

 

Protótipo – em prata.

Brinco “2 em 1” finalizado – ouro amarelo e safiras brancas!

 

Bracelete finalizado – ouro amarelo.

 

Para o casamento de Brenda,  criei brinco e colar especialmente para ela usar no seu grande dia! Ela ama ouro branco e já tinha definido que seria este metal. Juntas, a partir das cores e significados, escolhemos as pedras usadas nas joias: quartzo rosa, cristal e pedra da lua! 

Brenda é super prática e objetiva e já sabia mais ou menos como queria tudo. Assim, o processo criativo foi bem rápido e super tranquilo! Dei algumas ideias e ela amou! A dúvida maior que ela teve foi na escolha da pedra: quartzo rosa ou água marinha (azul claro)?Ambas com significados muito lindos e tudo a ver com o casamento e a história dela. Depois de experimentar algumas peças com ambas as pedras, ela optou por quartzo rosa! Mas a água marinha também já estava presente em sua aliança.  Veja abaixo o processo criativo dos brincos usados por ela!

Primeiro desenho: ideia inicial!

 

Quartzo rosa – a pedra do amor!

 

Colar e brincos finalizados – costas!

 

Colar e brinco finalizados – frente!

Ficaram maravilhosas! Se você ainda não viu, tem lá no meu instagram e no post aqui no blog contando a história dela, já conferiu? (Se ainda não viu, clique aqui! Tá linda demais!).

Dessa forma, iniciamos mais uma tradição de joias em nossa família! Quem será a próxima a usar nossas joias?

Viu só? Com a ajuda certa, você pode começar sua própria tradição. Afinal, receber, criar ou recriar uma peça como essa é uma oportunidade mais que especial ! E é algo que está ao seu alcance.

Quem não quer ter uma lembrança tão preciosa assim, não é? E nós podemos (e queremos!) auxiliá-la (lo) a realizar esse sonho de ter uma joia de família!! Para isso, entre em contato conosco!

Gostou? Comente abaixo: